Watts RMS ou PMPO O que é PMPO? E por que tanta diferença em relação ao RMS?

Diferenças entre RMS e PMPO, porque os valores são tão diferentes? Esta é uma dúvida constante e pertinente da maioria das pessoas que passam a procurar equipamentos de som, seja profissional, automotivo ou portáteis para uso pessoal. Por isso nós da Mundomax resolvemos hoje esclarecer algumas coisas sobre o assunto: RMS vs. PMPO.

Há uma grande possibilidade de você que está lendo este artigo, já ter visto por aí uma Caixa de Som, grande e robusta, que ofereça 200 Watts e um portátil mini-system que proporcione incríveis 600 Watts. Aí você se pergunta: Como pode isso? Resposta: No primeiro caso, a potência é Watts RMS e no segundo, Watts PMPO. Os 200W de RMS significam muito mais do que 600W PMPO.

Mas antes que você pergunte qual destas medidas é a correta, nós te respondemos. Na prática, não existe o bendito PMPO, esta é uma medida considerada ineficaz para a avaliação de potência sonora de um equipamento, segundo o INMETRO e os órgãos de defesa do consumidor. A potência PMPO tinha a intenção inicial de especificar a capacidade que certos aparelhos tinham de fornecer alta potência nestes momentos de maior dinâmica, mas como não houve padronização, virou uma total bagunça, e muitos fabricantes passaram a usar a nomenclatura para colocar altos valores de potência e tentar assim “enganar” o consumidor.

RMS é potência medida em Watts, real/média do produto. A recomendação do Inmetro é que o consumidor que for comprar auto-falantes para carro ou caixas de som e estiver preocupado em saber a potência real do equipamento deve guiar-se somente pela medida RMS, sem considerar a PMPO, embora a segunda esteja em destaque nas embalagens.

Ao contrário do que muitos dizem por aí, não existe nenhuma fórmula capaz de transformar Watts RMS em Watts PMPO. RMS é a potencia máxima que um equipamento pode gerar com baixo nível de distorção e em toda a gama audível Hi-Fi (20Hz a 20Khz), por tempo indeterminado. PMPO é a potencia de pico do aparelho, ou seja, aquela que será gerada com o volume no máximo e, em consequência, com altíssimo nível de distorção e muito próxima dos limites de desempenho e confiabilidade/durabilidade do aparelho, podendo ser utilizadas apenas por breves períodos antes que se tenha danos irreversíveis aos amplificadores ou caixas.

Inmetro sobre o PMPO

Na sua definição inicial, o valor PMPO representava cerca de 3 vezes o valor RMS, no entanto, como não existe procedimento técnico normalizado, cada fabricante desenvolve seu próprio método para medir a potência de seus equipamentos, de forma que estes valores hoje podem chegar, no caso de alguns aparelhos analisados pelo Inmetro, até 50 vezes o valor RMS e, o que é considerado mais grave, o fator multiplicativo varia de fabricante a fabricante, impossibilitando assim uma comparação entre aparelhos de marcas diversas.

Quando o microsystem está na prateleira da loja e o vendedor lhe diz que o amplificador A apresenta potência de 1000 Watts, e o B potência de 30 Watts você pode ficar tentado a comprar o primeiro pois não é obrigado a saber, e a maioria não sabe, que o primeiro está em watts PMPO e o segundo em watts RMS. Normalmente nem o vendedor sabe. A maioria compara apenas o valor da potência e o preço, sem saber que está comprando coisas diferentes.

Considerando que a declaração única da potência PMPO é uma informação incorreta para o consumidor, o Ministério Público celebrou um termo de ajustamento de conduta, em conjunto com fabricantes de aparelhos de som, no qual os mesmos ficam sujeitos a não inclusão nos rótulos, embalagens e manuais, referência à potência de saída de pico musical PMPO, sem que informem a Potência Média Contínua (RMS) em igual tamanho, fonte e destaque dado à unidade PMPO. Este procedimento abrange os equipamentos de áudio de fabricação nacional, bem como aqueles importados pelos fabricantes signatários do referido termo. Aplica-se ainda, aos anúncios publicitários veiculados nas mídias impressa e eletrônica e em folhetos, catálogos ou qualquer outro meio de divulgação dos referidos produtos.

Nossa Opinião

Como você pode ter visto acima, a medida de Watts em RMS é a medida a se considerar correta para a potência do equipamento. Os números usados na potência PMPO induz o consumidor ao erro. O resultado de tanta enganação em relação ao PMPO é que a sigla passou a ser chamada no mercado de “Potência Máxima Para Otário”.