HD externo Pen drive Como funcionam  HD Externo e um Pen Drive? Qual Comprar?

Entenda as diferenças entre HD Externo e Pen Drive e qual escolher na hora da compra. Também vamos explicar um pouco o funcionamento de um HD externo Portátil.

Se você já passou dos 23 anos de idade, então deve se lembrar muito bem dos disquetes de 3,5 polegadas que armazenavam arquivos e quebravam um galho quando precisávamos transportar dados e arquivos para outros computadores. Isso quando não arrancávamos nossos Hds internos e levávamos a casa do vizinho, o que muitas vezes até estragava o HD. Foi aí que criaram a necessidade de criar mídias portáteis que facilitassem as pessoas. Vamos a elas.

Escolher entre produtos da mesma categoria é sempre um desafio. Agora imagine só querer comparar dois produtos com objetivos totalmente diferentes. Quase impossível, não é? Pois é. Comparar um Pen Drive com um HD Externo é mais ou menos isso. O primeiro é centrado na portabilidade e simplicidade de uso e o segundo, claro, na capacidade quase astronômica de armazenar arquivos (é, já chegamos aos incríveis 2TB, algo em torno de 2.199.023.255.552 bytes). Portanto, tenha em mente que você deve primeiro traçar suas necessidades básicas para, depois, escolher seu produto.

O que é um Pen drive?

O Pen drive você certamente já conhece, afinal já são até solicitados em listas de material escolar em alguns lugares por aí. Basicamente, um Pen Drive é uma unidade de armazenamento que utiliza a memória flash. Esta memória permite que dados sejam gravados, apagados, regravados ou trocados quantas vezes você quiser. Você pluga na entrada USB do seu micro e, em segundos, acessa os dados ali contidos ou grava novos arquivos.

Um Pen Drive já é ítem básico do bolso, da gaveta, da mochila… de uma boa parte dos cidadãos brasileiros. Mas se você ainda não tem um, compre um. Sua indicação é 100% recomendada para todos que querem ter contato com algum computador.

Memória HD externo Como funcionam  HD Externo e um Pen Drive? Qual Comprar?

O que é um HD Externo?

São iguais aos HDs que você tem dentro do seu micro ou notebook e podem ser encontrados em diferentes formatos, capacidades e processos de montagem diferentes. Alguns também utilizam memória flash, mas a maioria utiliza discos rígidos de maior capacidade e velocidade no acesso aos dados.

São indicados para outro tipo de aplicação: backup e armazenamento de grandes acervos de documentos, fotos, músicas e vídeos. Embora existam alguns modelos do tamanho de uma carteira masculina, sua portabilidade é um pouco menor do que a do Pen Drive e em alguns casos necessitam de fonte de alimentação e proteção como um estabilizador ou no-break.

Pen Drive x HD Externo

- Por definição, um HD externo, dado ao tipo de leitura e protocolo de comunicação com o micro, é mais rápido do que um pen drive.

- Pen Drives têm capacidade menor, variando de 1 Gb até 64Gb, suficientes para a maioria das situações. Já os HDs externos apresentam modelos com capacidade de 120Gb até 2 Terabytesytes), recomendados para redes de empresas.

- A memória flash dos pen drives tem uso projetado para até 10 anos. HDs externos podem durar até um pouco mais, se bem instalados, protegidos por filtros de linha tratados e neles serem programadas manutenções periódicas.

HD externo Philips Como funcionam  HD Externo e um Pen Drive? Qual Comprar?

Qual HD Externo devo comprar?

Em primeiro lugar, o seu computador deve ter porta USB 2.0, pois se utilizar as antigas portas USB 1.1 a velocidade de transmissão de dados pode ficar prejudicada. A maioria dos PCs atuais possui porta USB 2.0. E existem ainda outras portas, com velocidades de transmissão muito maiores, mas este é um assunto para outro artigo.

Basicamente, existem dois tipos de HDs externos: de 3,5″, também conhecidos como de mesa, e os portáteis de 2,5″. Suas capacidades, em ambos os casos, podem variar de 250GB a 2TB (mesa) e de 40GB a 500GB (portáteis). Então, como saber qual devo comprar?

Os HDs externos de mesa são mais indicados para backups e para situações onde não seja necessário transportá-los, pois podem sofrer danos com batidas ou quedas. Já os portáteis, normalmente, resistem a choques, sendo indicados para quem precisa levá-los para cima e para baixo, no bolso ou na mochila, ou para quem é desastrado mesmo.

Provavelmente, daqui a 30 anos, os HDs de 2TB serão pequenos demais para os seus filhos e netos. Enquanto isso não acontece, use e abuse dos disponíveis no mercado!

Confira agora os HDs externos que possuímos em nossa loja virtual, Confira!