Você está na Tag

tipos de baqueta

Como escolher e Comprar suas Baquetas

baquetas Como escolher e Comprar suas Baquetas

As baquetas não são apenas dois “pauzinhos” que os bateristas e os percussionistas usam para bater em seu instrumento e engana-se quem acha qualquer baqueta serve, que são todas as iguais. A mas não são mesmo. Por isso, nós da Mundomax escrevemos este artigo, onde falamos um poco sobre nossas queridas baquetas e também damos dicas para você iniciante para não errar na hora de escolher e comprar a suas primeiras baquetas.

Antes da década de 1950, não existiam empresas especializadas em fabricar baquetas. Os próprios fabricantes de baterias e outros instrumentos de percussão, confeccionavam e comercializavam as baquetas. Também havia bem menos modelos do que atualmente e seus nomes eram dados de acordo com a aplicação.

Porém, desde aquela época, as três designações mais comuns são as baquetas “A”, “B” e “S”.

Letra “B”: era referente à “Band” (banda) e serviam para as baquetas direcionadas para bandas de teatro, “big bands” ou para orquestras.

Letra “S”: era referente à palavra “Street” (rua), e especificava os modelos feitos para serem usados em bandas marciais e/ou fanfarras.

Letra “A”: a origem para utilização desta letra é um pouco vaga. Aparentemente ela identificava as baquetas que não se enquadravam como “B” ou “S”. O mais evidente é que eram referentes à expressão “All Purpose” (de uso geral).

Os números nas baquetas servem para dar uma impressão a respeito de seus tamanhos. Nos modelos “A” e “B”, quanto maior o número, menor é a baqueta. Exemplificando, uma baqueta 2B é maior que uma 5B, uma baqueta 7A é menor que uma 5A. Já as baquetas de bandas marciais e/ou fanfarras, são designadas com esse conceito numérico ao contrário. Exemplificando, as baquetas 1S são menores que as 2S, que são menores que as 3S.

Estas identificações podem até nos confundir, além de que dificilmente encontraremos alguma fonte de informação que saberá explicar exatamente os motivos. Alguns destes detalhes foram perdidos na história.

Como Escolher as Baquetas

comprar baquetas Como escolher e Comprar suas Baquetas

Bem, a escolha da “melhor” baqueta é uma decisão muito pessoal. Por falar nisso, muitos bateristas “experientes” ainda nem se quer descobriram o quanto eles podem obter maior rendimento usando a baqueta correta.

É muito comum os bateristas profissionais usarem 5 ou 6 modelos diferentes de baquetas, ou mais. A dica é sempre comprar dois ou três modelos diferentes de baquetas, para começar.

Os fatores a se considerar na escolha da baqueta incluem densidade, tipo de madeira, peso, comprimento, diâmetro, tipo de ponta (nylon ou madeira), formato da ponta… Quando escolher uma baqueta, procure pela boa qualidade da madeira. O tipo de madeira selecionada vai ter uma grande influência no balanço, no som e na durabilidade da baqueta. Alguns bateristas preferem o som natural da ponta de madeira. Outros preferem a ponta de nylon para obter um som mais aberto dos pratos. Neste caso esteja certo de selecionar uma ponta de nylon de qualidade para obter um bom resultado. O Comprimento, o peso e o diâmetro da baqueta também interessam, eles estão diretamente ligados à sua maneira de tocar e ao conforto do baterista.

Mas fique tranquilo, estas dúvidas só aparecem no começo. Depois que você se tornar mais experiente, você vai encontrar um modelo que atenda suas exigências em vários tipos de situação. A dica é sempre comprar dois ou três modelos diferentes de baquetas, para começar.

Que tipo de volume seu som requer? Um trio de jazz ou uma banda de Rock? Para cada situação o tipo de baqueta pode variar. Sinta as baquetas. Toque cada uma em diversos tipos de superfície, para sentir a “pegada” e o tipo de som produzido. De tempos em tempos é bom que você experimente novos modelos e diferentes tipos de marcas.

baquetas liverpool Como escolher e Comprar suas Baquetas

Tipos de Madeiras e suas Diferenças

Bem, não existe “O melhor tipo de madeira”. Sua escolha dependerá da preferência pessoal e algumas necessidades musicais específicas. Os 3 tipos de madeiras mais comumente usados na fabricação de baquetas são “American Hickory”, “White Oak” e “Hard Rock Maple”.

A Hickory é preferida dos fabricantes. Ela vem do Sudoeste dos EUA. Ela é considerada uma madeira dura, embora não seja tão densa e pesada quanto Oak. Isto não torna a Hickory melhor nem pior que a Oak. É apenas uma diferença. Essas diferenças ficam a cargo da preferência pessoal do baterista, porém, dizem que a Hickory é mais versátil e se enquadra com a maioria dos bateristas. Já a Maple é cerca de 10% mais leve que a Hickory. Muitos bateristas preferem a Maple porque ela pode ter um diâmetro maior sem aquele peso que é normalmente associado às baquetas grossas. Por outro lado, o Maple é dura bem menos que a Hickory ou a Oak.

 

Dicas para o uso e conservação das suas Baquetas

Qualquer baqueta, por melhor que seja, terá sua vida útil proporcional ao seu tempo de uso e a maneira como é utilizada. Porém, imprevistos podem acontecer. No site da Liverpool você encontra várias dicas que ajudam você a evitá-los. Nós relacionamos algumas destas dicas aqui:

Baquetas e mais baquetas Como escolher e Comprar suas Baquetas

1- Em casa, no estúdio ou nos shows, evite guardar as baquetas colocando outros objetos mais pesados sobre elas. Evite umidade ou excesso de calor. Portanto, se você é um baterista que transpira muito nas mãos enquanto toca, ao terminar, passe um pano seco. Não deixe-as expostas ao sol intenso nem invente de secar a umidade colocando-as ao forno! Seque-as na sombra com bastante ventilação.

3- Assim que você terminou de tocar, guarde os pares nas cartelas. Caso você não tenha, utilize elásticos ou qualquer outro material e compartimento que mantenha o par unido, pois tocar com baquetas que tenham desgaste nas mesmas proporções também ajuda na conservação.

4- Embora muitos bateristas tenham pegada e/ou técnicas muito peculiares dentro de um estilo musical, lembre-se que baquetas finas, como uma 7A, geralmente não aguentam muita pancada. Elas são feitas para estilos mais suaves, como o jazz, pois proporcionam maior leveza e rapidez. Para estilos pesados, como o hard-rock, prefira baquetas mais grossas, como uma 5A, 5B, 3A, 2B…

5- Estude diferentes técnicas para aplicação de rudimentos. É muito provável que você consiga atingir um bom volume, sem ter que exigir demais da resistência das suas baquetas (e peles).

Bem, hoje em dia você encontra uma variedade enorme de marcas e modelos de baquetas, ficando fácil você descobrir uma que satisfaça suas necessidades. Então, pesquise, experimente e boa sorte! E não esqueça de dar uma boa olhada das diversas baquetas que possuímos em nossa loja, confira!

julho 56, 2010 Instrumentos Musicais
Voltar ao Topo Copyright © 2012 - Blogmax. Todos os direitos reservados. Blog criado pela Loja Mundomax.